Nova Zelândia: restos mortais de crianças são encontrados em malas compradas por família em leilão, diz polícia

UMA RelatórioA polícia disse que foi alertada sobre o caso na semana passada, quando uma família do subúrbio de Manurewa, no sul de Auckland, relatou partes de corpos humanos entre vários itens comprados em um armazém.

A família não está ligada à morte das crianças e está “compreensivelmente angustiada”, disse a polícia.

As crianças – que podem ter entre 5 e 10 anos – podem estar mortas há vários anos, talvez três ou quatro anos, disse o inspetor-detetive Tofilau Famanuya Walua em entrevista coletiva na quinta-feira.

Waluwa disse que um exame post-mortem está sendo realizado para determinar a identidade das crianças. Os investigadores também estão procurando pistas sobre como, quando e onde as crianças morreram.

Waielua disse que a polícia está trabalhando com a Interpol e abriu investigações com agências estrangeiras, mas as investigações iniciais indicaram que os parentes das vítimas estavam na Nova Zelândia.

“Eu realmente sinto pelas vítimas ou pelas famílias dessas vítimas. E, você sabe, agora, existem parentes por aí que não sabem que seus entes queridos estão mortos”, acrescentou.

Ele disse que o caso é “uma notícia muito triste para a comunidade ouvir”.

A polícia está tentando analisar imagens de circuito fechado de televisão que possam fornecer algumas pistas, embora admitam que será difícil obter porque uma quantidade significativa de tempo se passou.

A empresa de armazenamento está auxiliando nas investigações policiais, e outros itens domésticos e pessoais vendidos na instalação de armazenamento estão sendo examinados para estabelecer uma ligação com as malas, disse a polícia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.