Apple Artigos Notícias

CEO da Disney, Robert “Bob” Iger, permanece no conselho de administração da Apple

16/04/2019

author:

CEO da Disney, Robert “Bob” Iger, permanece no conselho de administração da Apple

Quando abordado por David Faber, conhecido jornalista financeiro, acerca da sua posição na Apple, Iger mostra-se de certa forma evasivo.

Foi numa entrevista à CNBC, que Bob Iger, aborda vários temas relacionados com o mundo Walt Disney. Atribuindo assim, maior destaque para a apresentação do seu serviço de streaming de vídeo o Disney+.

A certa altura já perto do final da entrevista, Faber questiona Iger a pronunciar-se sobre a sua posição no conselho de administração da Apple. Neste sentido tem sido veiculado na imprensa um possível conflito de interesses. Tendo em conta o lançamento do serviço de streaming de vídeo Apple TV+, as duas empresas passam a competir neste mercado.

Ainda que ao de leve, o CEO da Disney, relativizou a questão. Alegou que, no momento, não vê a situação como problemática. No seu entender, a expressão do serviço da Apple no mercado é considerada “ainda muito pequena”. Como tal, considera que, este continua a não ser o principal negócio da tecnológica de Cupertino.

Porém, frisa Bob Iger, no que concerne a decisões que digam respeito ao Apple TV+, ele abstem-se de pronunciar a sua opinião. Avançou ainda que no entanto, a sua posição na marca da maçã, é uma situação que vai “continuar a monitorizar”. 

Para finalizar, Bob salienta ainda que está bastante ciente das suas responsabilidades como membro do conselho de administração de uma empresa cotada em bolsa.

O que é o Disney+?

Anunciado em junho de 2017, este caminho tornou-se possível para a Disney graças à aquisição da BAMtech. Esta é uma empresa tecnológica responsável pela gestão de plataformas como o HBO Now ou o ESPN+.

Então, para os mais distraídos o Disney+, é um serviço de streaming de vídeo. Nada mais, nada menos que mais um concorrente do Netflix e do anunciado Apple TV+.

O Grupo Disney é um dos maiores e mais antigos estúdios de produção de cinema. Nomes como Pixar, Star Wars, Marvel, National Geographic, são apenas alguns dos títulos que irão integrar este serviço Disney+.

Mais ainda, com a recente aquisição da FOX (21st Century Fox), a Disney controla cerca de 40% da cota de mercado da industria cinematográfica americana. Portanto sem qualquer margem para dúvida que terá à disposição do subscritor muito conteúdo de comprovada qualidade.

Assim, para além dos sucessos dos super heróis Marvel, ou do Star Wars, o serviço Disney+ contará ainda com todas as 30 temporadas do Simpsons (FOX).

Disponível para iOS e tvOS

No seu lançamento, a acontecer em 12 de Novembro de 2019, o serviço estará disponível numa primeira fase nos Estados Unidos. Pela quantia de 6,99 dólares por mês, é esperado que esteja implantado pelo resto do mundo até 2021.

Obviamente estará nos dispositivos Apple disponível em formato app para iOS e tvOS. Para Além destes, estará também presente em dispositivos Android, Smart Tvs, Sony PS4, Nintendo Switch entre outros.

Está assim lançado o mote para mais um concorrente do recém anunciado Apple TV+. Com a diversificação da oferta, ganha o consumidor. Já os distribuidores terão que apresentar cada vez melhor conteúdo para lutar pela sua cota de mercado. 

Homem do norte, tem como passatempos o enduro BTT, o surf, o crossfit e a PS4. Adora tecnologia, ainda mais quando a finalidade é facilitar e agilizar o dia a dia. Benfiquista de alma e coração, acompanha ainda o seu FC Famalicão, clube da terra.