AirPods Artigos Beats

AirPods 2 vs PowerBeats Pro – Quais devo comprar?

14/04/2019

author:

AirPods 2 vs PowerBeats Pro – Quais devo comprar?

A Apple está a investir pesado nos seus auriculares sem fio. No final de março, anunciou a segunda geração de AirPods, agora com carregamento wireless (hands-on aqui, comparações com a 1ª geração aqui).

No início de abril, apresentou os novos PowerBeats Pro, voltados para desporto em vez de uso diário.

Neste artigo, vou apresentar-vos ponto-a-ponto as novidades e características para uma comparação completa dos produtos anunciados.

Design

Os AirPods, assim como na geração anterior, são únicos. Em outras palavras, não são adaptáveis aos ouvidos dos utilizadores, o que vem a gerar muitas reclamações de compradores, já que os auriculares são mais propícios a caírem dos ouvidos daqueles que não tem o “molde Apple”.

Os PowerBeats Pro, em contrapartida, tiveram uma atenção especial da Maçã, já que a empresa realizou testes em mais de 20 situações antes de determinar um design que se ajustasse à maioria das pessoas. Ao contrário do seu irmão, que foca no casual, os Beats são destinados para situações de exercício, e possuem ganchos que se encaixam sobre as orelhas. Além disso, traz consigo quatro borrachas de tamanhos diferentes, para um ajuste personalizado.

Quanto aos estojos de carregamento, os AirPods têm um design estilo “fio dental” mas são consideravelmente menores que os PowerBeats Pro, com um estilo “estojo”.

Comparação em tamanho real entre os AirPods e os PowerBeats Pro

Ainda no quesito design, a Apple parece ter deixado a inclusão de novas cores nos AirPods para a próxima geração, mas apresentou quatro cores para os PowerBeats Pro, sendo elas: Marfim, Verde-musgo, Azul-Marinho e Preto.

Isolamento Acústico

Apesar da maioria das pessoas preferirem um maior isolamento acústico nos seus auriculares, eu, particularmente, prefiro um produto que me permita ainda ter noção do meu redor. Por experiência própria, posso afirmar que os AirPods não são os mais aconselháveis quando se trata desse isolamento. Ressalto que isso nada tem a ver com a qualidade de som do produto que, diga-se de passagem, é fantástica.

Os PowerBeats Pro, vêm acompanhados de borrachas para se ajustarem num encaixe perfeito para seus ouvidos, com isso, são melhores no isolamento de ruído do ambiente.

Hardware

Aqui é onde os produtos se assemelham. Tanto os AirPods 2 quanto os PowerBeats Pro são equipados do chip H1, que permite conexões mais rápidas com os dispositivos, latência mais baixa e suporte à função “Hey Siri”.

Quanto aos sensores, ambos possuem as mesmas funções de detecção de proximidade ao ouvido para tocar/pausar a música, além da possibilidade de escolha do toque simples ou duplo, seja apenas com um ou os dois auriculares.

Existem diferenças, claro. Enquanto os AirPods têm um microfone na ponta da haste (que se aproxima mais da boca), os PowerBeats Pro possuem dois, isso para justificar a falta da extensão que existe nos AirPods.

Bateria e carregamento

Os PowerBeats Pro são maiores e, pela lógica, têm mais carga. No caso, eles oferecem quatro horas a mais do que os AirPods, chegando a 9 horas de tempo de audição. Quando em posse da base de carregamento, em ambos os casos a bateria é estendida para mais de 24 horas de audição.

No quesito carregamento, os novos AirPods saem na frente, com suporte ao carregamento wireless do padrão Qi, função que, estranhamente não foi adicionada aos PowerBeats Pro. Nos dois casos, há a opção do carregamento por lightning.

Além disso, os dois produtos possuem suporte ao carregamento rápido: nos PowerBeats Pro, ganham uma hora e meia após 5 minutos de carga e quatro horas e meia após 15 minutos de carga. Já os AirPods, por serem menores, oferecem três horas, após 15 minutos de carga.

Preços

Em Portugal, as diferenças de preços entre os dois produtos não são tão grandes como nos EUA. Aqui, os AirPods custam 229€, enquanto os PowerBeats Pro 249,95€ (ainda indisponíveis para compra). Isso pode tornar a escolha ainda mais difícil, ficando a cargo das funcionalidades que cada um tem a oferecer ao que tu, utilizador, precisas.