Como funciona o Dual SIM nos novos iPhones?

Artigos iPhone Úteis 19/09/2018

author:

Como funciona o Dual SIM nos novos iPhones?

Pela primeira vez na história, a Apple lançou um iPhone com suporte à funcionalidade Dual SIM! Para muitos utilizadores, esta era uma das funcionalidades mais aguardadas nos últimos anos. Porém, existe uma pequena diferença em relação aquilo que podemos encontrar em vários equipamentos Android, que na sua grande maioria utilizam duas entradas para cartões SIM.

Em vez desta variante, os iPhones XS, XS Max e XR têm espaço para um SIM físico e outro electrónico, denominado de eSIM. Mas para o mercado asiático, nomeadamente China, Hong Kong e Macau, irá haver uma “opção” exclusiva nestes novos iPhones, com a possibilidade de usufruir dois cartões SIM físicos numa só gaveta SIM.

O que é o eSIM e como funciona?

Com efeito, eSim significa Embedded Subscriber Identity Module. Como o seu nome sugere, é um módulo electrónico (um pequeno chip, semelhante ao de NFC existente no teu iPhone) que está embutido no próprio equipamento. Por esse motivo, o eSIM não pode ser fisicamente retirado, tal como acontece com os cartões SIM tradicionais. Porém, funciona da mesma forma que um cartão SIM, com a vantagem de ser mais eficiente e menos propenso a falhas mecânicas.

Outro dos grandes benefícios do eSIM em comparação ao SIM que utilizamos, é o facto de poder ser activados remotamente pela respectiva operadora contratada. No caso de não possuires qualquer plano de fidelização, permite-te a qualquer momento trocar de operadora, sem a obrigatoriedade de um cartão físico para o fazer.

Esta funcionalidade não é uma novidade na Apple, uma vez que já tinha sido implementada no Apple Watch Series 3 e na última geração de iPad’s existente (versão Wi-Fi + Dados Móveis).

Como utilizar o eSIM nos novos iPhones?

Um requisito obrigatório será o de o teu iPhone estar desbloqueado e livre de operadora. Se por acaso vives num país com suporte ao eSIM, não poderás usufruir dele de imediato, uma vez que o mesmo só ficará activo após uma atualização de software específica para esse efeito, que será disponibilizada brevemente pela Apple.

A má notícia que temos para te dar em relação a este tema é que, à data de publicação deste artigo, nenhuma das operadoras existentes em Portugal possuem suporte para eSIM. Porém, isso poderá mudar em breve conforme noticiámos neste artigo. Provavelmente não será ainda este ano, mas faz sentido que as operadoras existentes no nosso país reflitam sobre a sua posição no mercado e atualizem-se, focando-se essencialmente nos seus utilizadores, e de modo a satisfazerem no imediato as suas necessidades.

Agora, uma breve explicação de como funciona o Dual Sim nos novos iPhones e de que forma o poderás utilizar. A Apple adoptou a função DSDS (Dual Sim Dual Standby), o que na prática significa que ambos os números utilizados (SIM tradicional e eSIM) podem receber e fazer chamadas.

No entanto, caso recebas uma chamada no teu cartão SIM principal, e outra em simultâneo no eSIM, definido como cartão secundário, esta última irá automaticamente para a caixa de correio. Resumindo só será possível colocares uma chamada em espera e atenderes a outra caso estas tenham sido realizadas para o mesmo número/cartão.

Na imagem abaixo, pode ver quais as opções de configuração disponíveis:

  • Usar a rede do cartão SIM como pré-definida e principal (Rede do eSIM estará disponível apenas para chamadas e SMS);
  • Usar a rede eSIM como pré-definida e principal (Rede do cartão SIM estará disponível para chamadas e SMS);
  • Usar rede eSIM apenas para dados móveis (Rede do cartão SIM definida como principal);

Se desejares saber mais acerca de quais as operadoras que suportam atualmente eSIM, podes consultar esta página de suporte da Apple.

Como já te explicamos anteriormente, a ativação do eSIM é realizada remotamente e através de um QR Code, que será enviado pela operadora escolhida e onde estará igualmente incluído o respectivo tarifário.Um pormenor interessante é a forma como poderás verificar no ecrã do teu iPhone o alcance e qualidade de cobertura de cada operadora respetivamente. A que estiver definida como principal terá barras maiores e a secundária mais pequenas, conforme é possível visualizar nesta imagem:

Quais as vantagens de ter Dual Sim no iPhone?

Na minha experiência de utilização, esta seria uma opção muito útil para uso profissional, já que no meu dia-a-dia utilizo dois smartphones: um iPhone para uso pessoal e um equipamento Android para uso profissional. Seria por isso mais prático e conveniente poder utilizar apenas o meu equipamento principal para os dois números existentes. Outra vantagem que poderias retirar do Dual Sim seria o facto de contratares um plano bastante mais económico, exclusivamente para dados móveis e adquirires um outro tarifário apenas para chamadas e SMS.

Parece-nos extremamente injusto para nós consumidores, que fazemos um elevado investimento para obtermos um produto que tanto desejamos, não usufruir da totalidade das suas funcionalidades, devido à operadora X ou Y não adoptar determinada tecnologia/funcionalidade, quando sabemos que esta existe no seu interior e não temos permissão para usufruir dela.