Apple Pay Artigos Dicas Úteis

Como utilizar o Apple Pay em Portugal?

17/08/2018

author:

Como utilizar o Apple Pay em Portugal?

Importante: ler atualização no fim do artigo

Sim, leste bem, é possível utilizar o Apple Pay em Portugal! Esta “minha” descoberta – que na realidade não é minha, uma vez que já tinha lido sobre isso há uns tempos em fóruns “tugas” da internet –  veio na sequência de ontem, quinta-feira dia 16 de agosto, quando me preparava para pagar o pão no supermercado, reparei que a pessoa à minha frente – e com ar de estrangeira – efetuou o pagamento com o seu smartphone.

O “problema” é que o smartphone pareceu-me um iPhone e a pessoa encostou-o literalmente ao terminal de pagamento automático (TPA), também conhecido como POS (point of sale), ou vulgo multibanco. Ora, depois de observar isto, fique com a pulga atrás de orelha. Foi quando me lembrei do que tinha lido há uns anos nos tais fóruns em que pessoal afirmava que era possível efetuar compras em Portugal com o Apple Pay.

Deste modo, pus-me a pensar se de facto o problema para a Apple não dar oficialmente suporte ao Apple Pay em Portugal tem a ver com a estrutura tecnológica de pagamentos, ou se é apenas por não ter chegado – ainda – a acordo com bancos portugueses. E, para meu espanto, é a última hipótese que está correta, pois pelo que percebi desta minha experiência, se no ato do pagamento o visor do TPA apresentar a imagem de pagamento contactless (sem contacto), é possível utilizar o Apple Pay por cá. E claro, desde seja um equipamento compatível da Apple.

Ícone pagamento contactless
“logo” do pagamento contactless

Mas vamos por partes, por forma a explicar-te passo a passo como consegui realizar esta “proeza”. A minha lógica foi pôr-me no lugar de uma pessoa que vive num dos países com suporte ao Apple Pay e que tenha um cartão bancário igualmente compatível. Felizmente que, para isso, não preciso deslocar-me a um desses países, pois hoje em dia existem os chamados “bancos digitais”, em que basta instalar uma app para criar uma conta e um cartão virtual (ou não), e alguns desses bancos suportam Apple Pay.

Para o efeito, existem dois bancos que podes escolher para efetuar este procedimento: o boon., e o Monese. Comecemos pelo mais “complicado”.

Procedimentos para o boon.:

  1. Fazer o download da app boon. Para isso, tive que criar um novo Apple ID onde defino como local o “Reino Unido”, pois a app só está disponível para download nessa App Store;
  2. Abrir a App Store no iPhone e tocar no canto superior direito, onde normalmente se encontra a imagem de perfil do atual Apple ID, para fazer “Terminar sessão”. Depois foi inserir os dados do Apple ID criado no ponto 1. Nesta altura, ao fazer o login, foi-me pedido que preenchesse o campo “endereço”. A mim deu-me um erro no código de postal. Para ultrapassar esta questão, inseri um código postal Britânico e deu (go figure…)
  3. Com o login feito na App Store do Reino Unido, é só procurar a app e instalar;
  4. Após concluída a instalação, segue-se um dos passos mais importante de todos: alterar a região do iPhone para “Reino Unido”. Para isso, basta ir à app Definições -> Geral -> Idioma e Região e alterar apenas a “Região”. Este processo pode demorar alguns segundos mas é fundamental por 2 motivos: primeiro é o que vai permitir criar uma conta na app boon., caso contrário irá dar erro; segundo, só definindo a região para um dos países com Apple Pay – neste caso o R.U. – é que se tem acesso a todas as funções da app Wallet, nomeadamente a de adicionar cartões bancários;
    Ícone da app Wallet
    Ícone da app Wallet
  5. Durante o processo de criação de conta boon., é necessário que seja fornecida toda a informação real, ou seja, a morada em Portugal e o contacto telefónico verdadeiro, pois será essencial para validação de conta;
  6. Concluída a criação da conta, com todas as validações por e-mail e sms, apareceu-me uma opção na app a dizer “add to Apple Wallet” (adicionar o cartão virtual à app Wallet), algo imprescindível para que o Apple Pay funcione.
  7. Além de adicionar o cartão na Wallet do iPhone, é também possível adiciona-o à Wallet do Apple Watch. Antes disso, tive novamente que alterar a região do Apple Watch para “Reino Unido”. Abri no iPhone à app Watch e fui em Geral -> Idioma e Região. Este processo demora substancialmente mais do que no iPhone. Feito isto, consegui então adicionar o teu cartão da boon. à Wallet do meu Watch;
  8. O cartão virtual criado é do tipo pré-pago e a moeda a Libra esterlina, pelo que agora é necessário carrega-lo com dinheiro. Nada mais simples, pois por baixo do saldo – que deverá ser £0,00 – encontrarás um sinal de mais (+) onde tens a opção de “top up”, que é basicamente para adicionar saldo. A imagem seguinte foi tirada já depois de adicionar saldo (e usar o Apple Pay):
    Apple Pay com Apple Watch em Portugal 4
    app boon.

    Nas opções para adicionar saldo, eu escolhi a opção via “credit card”, porque o dinheiro fica disponível imediatamente. Há, no entanto, uma nuance muito importante neste passo. O cartão de crédito (ou débito) que for adicionado tem que ter a opção 3D Secure ativada (que tipicamente pode fazer-se através do homebanking no caso de ainda não estar) e ser VISA ou Mastercard. Este cartão ficará em memória na app boon. para futuros carregamentos. Porém, nos últimos tempos não tenho conseguido carregar por este método, apenas por transferência SEPA.

Caso pretendas criar uma conta em euros, podes fazê-lo substituindo apenas “Reino Unido” por “Espanha” no procedimento anterior. No entanto, para que possas usar o Apple Pay com o boon fora de Espanha, tens que efetuar o upgrade para uma conta boon. plus, o que, além de altamente burocrático (temos que enviar uma série de comprovativos), começa a cobrar uma comissão mensal de 1,5€ ao fim de três meses. Dito isto, esta foi a minha opção.

E agora, uma boa notícia: após o procedimento estar concluído, voltei a definir a região do iPhone/Apple Watch para Portugal e o Apple Pay funcionou perfeitamente!

Procedimentos para o Monese:

Com efeito, este procedimento é muito mais simples que o anterior, e ficas com uma conta em euros e sem comissões (plano “Básico”, mas suficiente)! E ainda ganhas um cartão físico, que tem um custo de emissão de 5€. Se por ventura tentares por ti próprio replicar este procedimento – algo que não é o objetivo deste artigo – podes usar o meu código “DIOGO188” que te devolverá o valor da emissão do cartão.

  1. Basta fazeres o download da app na App Store portuguesa, abrires a app e criares a tua conta. Terás que tirar uma foto ao teu documento de identidade e fazer um pequeno vídeo-selfie para comprovares a tua identidade, mas estes passos são validados pelo Monese em minutos;
  2. Depois de validada a conta, podes pedir a emissão do teu cartão, que normalmente demora cerca de uma semana a chegar;
  3. Quando chegar, basta seguires as indicações da carta que o acompanha para o ativar;
  4. Por último, apenas precisas de mudar a região do teu iPhone para Espanha, por forma a conseguires adicioná-lo à Wallet e usares via Apple Pay. Para isso, abres a Wallet, adicionas e quando o processo estiver concluído, voltas a colocar a região do teu iPhone para a que estava definida anteriormente – no meu caso era Portugal.

Conclusão

Muito mais fácil pelo Monese, certo? Para carregares a tua conta Monese, podes utilizar cartões (tem comissão) ou via transferência bancária (sem comissão).

Porém, não deixes de consultar em detalhe todas as tarifas do boon. e Monese, para não teres nenhuma surpresa. 

Agora é só usar o iPhone ou Apple Watch no TPA, tal como fiz no vídeo seguinte:

Por fim, estes foram os métodos que encontrei para poder usufruir do Apple Pay em Portugal. Deixo ao teu critério tentares replicar estes passos. Com efeito, o objetivo deste artigo foi apenas explicar os procedimentos envolvidos para conseguir, com sucesso, utilizar o método de pagamento da Apple no nosso país. Estás por tua conta e risco se efetuares os procedimentos anteriores.

Caso conheças outros bancos digitais que também possam funcionar, não deixes de partilhar connosco!

Atualização #1

Alguns leitores reportaram dificuldades em adicionar o cartão do Monese ao Apple Pay. Depois de contactar o suporte, foi-me dito que não é garantido que funcione para cartões expedidos para Portugal, mesmo mudando a região no iPhone. Se o cartão for expedido para um país que suporta atualmente Apple Pay (e Monese), irá funcionar.

A realidade é que comigo funcionou, e à primeira, conforme podem ver na minha Wallet do Apple Pay:

Por isso, deixo este alerta. Reforço que o objetivo deste artigo é apenas explicar os passos que efetuei para conseguir utilizar com sucesso o Apple Pay em Portugal.

Alfacinha de gema e benfiquista de coração, apaixonou-se desde cedo pela tecnologia e aos 4 anos já era ele que mandava em casa no video-gravador. Formado em Administração e Gestão de Empresas pela Universidade Católica Portuguesa, trabalha atualmente na PPM Coachers, empresa de consultoria e formação em Project Management, Business Analysis e Service Management, com as funções de Financial Controller e Marketing Manager. Comprou o seu primeiro iDevice em 2010, um iPhone 3GS, e em 2014 criou o Kioske da Maçã, o seu primeiro projeto pessoal na forma de um blogue de notícias sobre a Apple. Atualmente é um orgulhoso dono de um iPhone 2G (original), iPhone X, AirPods, Apple Watch Series 3, MacBook Pro 13’’ com Touch Bar, Apple TV 4ª Geração e um iPod touch de 6ª geração para os “betas”.